Grupo do Whatsapp

Alimentos que causam Flatulencia

Por Dieta & Saúde em 04/12/2020 às 10:31:49


Chamamos de gases (ou flatos) o ar que se acumula no sistema digestivo e que pode ser liberado através do ânus. Normalmente os gases não representam nenhuma preocupação para a saúde, mas podem causar desconforto ou dores fortes ou no abdômen e tórax.




O gás intestinal é formado pelo que foi engolido , produzido em parte pela fermentação intestinal. Caracteriza-se pela liberação, voluntária ou não, de ar contido na porção final do intestino. Pode ocorrer ainda quando se ingere ar pela boca, excesso de fibra, carboidratos não digerido pelo estômago, carne e alimentos muito ricos em proteínas. Outros fatores como genética e má alimentação podem também levar à flatulência.

Algumas pessoas podem ter deficiência de enzimas para a digestão, o que causa a fermentação das bactérias. A digestão por parte de algumas bactérias produz mais gás do que outras. Existem casos em que o excesso de gases, acompanhado por diarreia ou prisão de ventre, ocorre juntamente com intolerâncias alimentares. A intolerância à lactose ou ao glúten.

Causas da flatulência, ou gases, em excesso:

Fazer uso de gomas de mascar

Fumar

Falar muito durante as refeições

Ter a mania de morder objetos, como a tampa da caneta, ou mantê-los na boca

Tomar bebidas gaseificadas

Comer muito rapidamente.

Alimentos chamados fermentativos como o feijão, repolho, brócolis, couve-flor, uvas passas, ameixas secas, lentilhas, cebola e maçãs podem levar mais tempo para serem digeridos, aumentando a quantidade de gases que a pessoa libera durante a digestão. Por causa deste longo tempo, os gases também podem ter um cheiro desagradável.

Alimentos que não são absorvidos, ou seja, que passam do intestino ao cólon sem serem digeridos, também podem ocasionar gases. Isso porque no cólon há uma série de bactérias que fermentam esses alimentos não digeridos e liberam gases enquanto fazem isso.

Se a dieta é equilibrada e não contém grande quantidade de carboidratos ou açúcares, e a pessoa ainda apresenta flatulência excessiva, o sintoma pode estar ligado a outras condições médicas, tais como:

Prisão de ventre (constipação)

Gastroenterite infecciosa

Intolerâncias alimentares, como a intolerância a lactose

Síndrome do intestino irritável

Doença celíaca

Alguns tipos de medicamentos

Doenças do aparelho digestivo

Intoxicações alimentares

Fatores de Risco:

Está mais propenso a desenvolver problema de gases quem:

Toma bebidas gaseificadas regularmente

É intolerante à lactose ou glúten

Tem uma dieta rica em frutas, legumes, vegetais e grãos

Tem problemas intestinais crônicos.

Diagnóstico e Exames:

Se a pessoa está eliminando gases mais vezes do que o normal, ou apresenta dores frequentes devido ao sintoma, ela deve procurar ajuda médica nos seguintes casos:

Dor abdominal prolongada

Sangue nas fezes

Mudanças na cor, textura ou na frequência em que se evacua

Dores no peito

Perda de peso não intencional

Náusea ou vômitos recorrentes.

Caso os gases sejam tão frequentes que interfiram na qualidade de vida do paciente, é importante falar sobre o sintoma com o médico e com a nutricionista . Mas não esqueça que as mudanças de hábitos são fundamentais para melhorar a sua qualidade de vida.

Carla Mendonça Nutricionista CRN 921001487

@paporetocomanutri






Whatshapp
Anuncie 728x90-p3