18/01/2022 (21) 979164559

Dieta & Saúde

 Sanitiza Express 728x90 - L0cal - 1

Alergia ao leite de vaca

Por Dieta & Saúde 17/05/2021 às 15:10:50
Alergia ao leite de vaca

Alergia ao leite de vaca


Há uma diferença entre a alergia ao leite e a intolerância ao leite. A alergia se dá por uma reação do sistema imunológico às proteínas do leite da vaca. A intolerância acontece quando o organismo se mostra incapaz, de forma parcial ou total, de digerir a lactose, ou seja, o açúcar que existe no leite e nos alimentos derivados dele. A alergia é mais comum em crianças, principalmente bebês. Já a intolerância é mais comum em adultos e idosos.

Quando o leite é consumido, o sistema imunológico do corpo vê proteínas no leite como invasores perigosos e responde liberando anticorpos para atacar estes invasores . Esses anticorpos desencadeiam a liberação de outros produtos químicos, como a histamina por exemplo. Essa reação exagerada do sistema imunológico leva a uma série de sintomas, variando de desconfortável a risco de vida.

Cerca de 80% das proteínas presentes no leite são encontradas na coalhada – a substância que forma pedaços duros no leite azedo – e os 20% restantes na parte aquosa do leite chamada soro de leite.

Sintomas

Os sintomas da alergia podem ser gástricos como vômitos, cólicas, diarreia, dor abdominal, prisão de ventre, presença de sangue nas fezes e refluxo; dermatológicos (manchas vermelhas, inchaço na boca ou ao redor, urticária, dermatite atópica de moderada a grave) e respiratórios (: chiado, tosse ou falta de ar, um peito apertado, uma voz rouca, espirros, corrimento nasal, congestão nasal).

A criança pode ter reação anafilática, baixo ganho de peso e crescimento. As reações podem ocorrer após a ingestão de leite de vaca ou derivados, de forma persistente ou repetitiva.

Atenção as formas mais graves da doença ,algumas pessoas podem ter uma reação muito extrema chamada de anafilaxia. Essa reação alérgica grave causa inchaço das vias aéreas que levam aos pulmões, resultando em uma incapacidade de respirar. A anafilaxia é uma emergência médica que requer tratamento urgente.

Como é comum a alergia ao leite?

A alergia ao leite de vaca é bastante comum em crianças pequenas, afetando cerca de 1 em cada 50 crianças. É muito menos comum em adultos, com até 1 em 200 com a condição.

Como a alergia ao leite é diagnosticada?

Seu médico irá fazer algumas perguntas sobre os seus sintomas, como por quanto tempo eles levaram para se desenvolver após consumir produtos lácteos, quanto tempo duraram e quão severos eles eram.

Você também pode ser questionado se existe uma história familiar de alergias. Se houver suspeita de uma alergia envolvida, será encaminhado para testes específicos.

Nos casos em que os sintomas começaram rapidamente, um teste de picada na pele pode determinar se o leite era responsável. Uma pequena agulha é empurrada através de uma gota de leite e para dentro da pele. Se a área ficar inchada, vermelha e irritada, é provável que as proteínas do leite sejam a causa da alergia.

Como acontece o processo de cura

Ao consumir leite de vaca e em seus derivados, como queijo, manteiga e iogurte. Quando a criança ingere os alimentos aos quais é alérgica, o seu sistema de defesa irá reconhecer as proteínas como prejudiciais e produzirá anticorpos IgE específicos e/ou células inflamatórias que acarretarão reações alérgicas.

Após o diagnóstico, o tratamento envolve retirar da dieta o leite e seus derivados. Ao deixar de consumir o alimento que causa a alergia, o sistema de defesa não irá produzir as células e anticorpos responsáveis pelas reações alérgicas. Quando há uma criança alérgica na família, um dos primeiros passos é aceitar a existência da condição e garantir uma alimentação saudável, eficaz para o tratamento da alergia e nutricionalmente completa.

O leite materno é o melhor alimento para o desenvolvimento global do bebê.

Afinal, ainda que a dieta de restrição seja complicada e a ansiedade pela cura da alergia, é possível conviver com a nova rotina sem perder a qualidade de vida. Será preciso incorporar novos hábitos em conjunto, mas são eles que irão possibilitar a remissão dos sintomas e, possivelmente, a tolerância ao leite de vaca no futuro.

Procure um Nutricionista para conduzir a dieta e obter uma melhor qualidade de vida!

Carla Mendonça - Nutricionista

Comentários