anuncie aqui

Vida de crianças de baixa renda é transformada através do projeto Dança Para Todos.

Por Fama em 14/11/2020 às 10:00:03


Idealizadora do projeto "Dança Para todos", que iniciou em 2015, a coreógrafa, bailarina e professora de dança Beatriz Apati dá aulas de ballet para crianças em situação de vulnerabilidade social, onde une seu amor á profissão e pelas crianças, levando conhecimento e realizando o sonho daquelas que sonham em se apresentarem um dia nos palcos profissionalmente. outros trabalhos, a professora de ballet participou do Projeto de Humanizaçao da Polícia Civil onde ofereceu aulas de ballet gratuitamente para as crianças fragilizadas, vítimas de violência física em seus lares.

"Algumas crianças que muitas das vezes não tem o que comer em suas casas, já chegaram a desmaiar de fome durante a aula. Algumas, a sua única distração é frequentarem as aulas de ballet, disse Beatriz Apati."

Em entrevista, juntamente com a repórter Sandra Vaccari, apoiadora do projeto, ela nos contou tudo sobre o trabalho com as crianças e sobre seu maior sonho.

Debby - Sua vida é dedicada cem por cento à dança. Você é bailarina e professora de dança, além de embaixadora da paz, coreógrafa e modelo. Desde quando começou sua paixão pela arte da dança?

Beatriz - Eu danço desde os três anos de idade. Apaixonei - me pela dança, vendo uma apresentação de uma bailarina na TV, porém, minha mãe não tinha condições de custear um curso de ballet. Foi então que a delegada da dança, do Estado de Santa Catarina, abençoou minha vida com uma bolsa de estudos para a realização do meu sonho, onde tive a oportunidade de estudar com os maiores profissionais da dança, á nível do Ballet Bolshoi, na Rússia.

Debby - O projeto Dança para Todos foi idealizado por você para repassar os seus conhecimentos para as crianças que tem o sonho de se tornarem bailarinas. Quando surgiu a ideia de iniciar esse projeto e como tudo aconteceu logisticamente falando?

Beatriz - O projeto nasceu em 2015, dentro do meu coração, pois, fui muito abençoada e a minha intenção foi retribuir da mesma forma, tornando realidade o sonho das crianças, em especial, as de baixa renda, a tornarem-se bailarinas.

Debby - Por ser um projeto para crianças carentes, de onde vêm os recursos? Você mesma que financia? O que as crianças precisam com frequência quando iniciam suas aulas na escola?

Beatriz - Na verdade, o projeto, que iniciou em Santa Catarina, passeia pelo Brasil, com forte atuação em São Paulo. Tive o prazer de atuar com meu trabalho de dança junto á delegacia da mulher, atendendo às crianças de vulnerabilidade social e violência física, que através da dança foram curadas de diversos traumas. Através da solidariedade dos apoiadores, com alimentos, roupas de ballet e acessórios, o trabalho vem sendo desenvolvido até os dias de hoje. Os itens que mais necessitamos, são roupas, sapatilhas e alimentos para que sejam confeccionados os lanches das crianças, que se alimentam antes da aula. Já houve caso da criança desmaiar de fome por dançar sem se alimentar. Ou seja, algumas crianças, não tem o que comer em seus lares e vem á aula sem se alimentarem.

Debby - Você acredita que a dança acaba sendo uma válvula de escape para as crianças que também sofrem com alguns problemas familiares dentro dos seus lares? Não vamos citar nomes, mas, você gostaria de falar sobre alguns problemas que já chegaram até você?(se não quiser falar sobre os tipos de problemas, fique a vontade).

Beatriz- Com certeza, a dança é uma válvula de escape. Já tive muitos casos com crianças que chegaram até as minhas aulas e que passaram por violência física e sexual, abusadas pelo pai ou padrasto e que conseguiram se reerguer através da dança, outras com problemas de separação dos pais em seus lares, algumas que, o único lazer eram as aulas de dança e daí por diante.

Sandra Vaccari - As crianças, mesmo doentes, fazem questão de estarem presentes nas aulas, com um sorriso no rosto.

Debby - O curso tem quanto tempo de duração?

Beatriz- O curso tem duração de 08 anos.

Debby - As alunas saem preparadas do curso para conseguirem se apresentar em qualquer palco e atingirem o principal objetivo que é trabalharem na área um dia?

Beatriz e Sandra Vaccari - No curso, tenho 15 crianças atualmente, elas aprendem todas as técnicas do ballet clássico, outras modalidades da dança, francês e russo escrito e falado, e futuramente sairão altamente capacitadas para o mercado de trabalho. Aliás, vamos promover um espetáculo onde iremos destacar novos artistas e também arrecadar fundos para o projeto.

Debby - Quais são seus apoiadores nessa empreitada?

Beatriz - Nossos maiores apoiadores são todas as pessoas que acompanham o trabalho de perto, contribuindo com alimentos e recursos, e também contamos com a ajuda da nossa repórter Sandra Vaccari, que faz parte deste trabalho.

Debby - Qual o seu maior sonho em relação ao futuro das crianças que passam por você nesse projeto?

Beatriz - Meu maior sonho um dia é ter uma casa de acolhimento Dança Para Todos Beatriz Apati com o intuito de atender crianças com situação de vulnerabilidade social, gerando emprego através da dança e também de mulheres vítimas de violência física.

Debby - Para quem está acompanhando neste momento a nossa entrevista e gostaria de colaborar, como pode ser feita a contribuição? Seria somente através de conta bancária ou podem ser realizadas doações em produtos também?

Beatriz - O mais importante é trazer os recursos no local, sejam alimentos, roupas ou valores, no caso de pessoas que moram muito longe. Para quem for doar em dinheiro, tudo que for comprado é discriminado e o comprovante da compra é enviado ao doador. Para maiores informações: (11)96342- 4318.

Debby - Gostaria fazer um agradecimento especial aos que acompanham seu trabalho desde o início?

Beatriz- Quero agradecer a Debby e a todos que acompanharam esta entrevista e também aos nossos apoiadores assíduos.

Debby - Para quem quiser acompanhar de perto o projeto Dança para Todos, onde pode encontrar, nas redes sociais?

Beatriz - É bem fácil para quem quiser acompanhar o trabalho de perto. É só acessar através da Fanpage, no Facebook: Dança Para Todos.

Siga-nos nas redes sociais:

Instagram:

Canal Interview: https://www.instagram.com/debby_mian/?hl=pt-br

YouTube - Canal Interview: https://www.youtube.com/channel/UCrYBMn2G2f7-PN92Cc7_I5Q

Fonte: Olhar Dinâmico

Whatshapp
Anuncie 728x90-p3