17/01/2022 (21) 979164559

Esportes

PARTICIPE DO NOSSO GRUPO do WhatsApp -728x90 - Topo do Site - Local 1 e 2

Piloto militar dá volta por cima após fraturas na coluna e mira novos desafios no Superbike em 2022

Gabriel Silva é destaque no cenário nacional de Motovelocidade

Por Redação 13/01/2022 às 21:31:06

Foto: Divulgação / Juliano Capreti (j.capreti).

Quando se fala em Polícia Militar, o senso comum traz à tona uma rotina baseada em combate ao crime organizado e redução de índices criminais. Entretanto, no interior dos batalhões, histórias desconhecidas acabam por chamar a atenção de quem conhece as filas da corporação. Uma delas é a do cabo Gabriel Silva, de 34 anos, lotado no Batalhão de São Gonçalo (7°BPM), que vem se destacando no cenário da Superbike - principal campeonato de motovelocidade das Américas - e busca novos desafios após passar por uma cirurgia de risco que quase o deixou paraplégico em meados de 2021.


Vencedor do Campeonato Estadual de Superbike em 2020 e um dos líderes da categoria Supersport no Campeonato Brasileiro em 2021 até se lesionar durante uma etapa realizada em São Paulo em julho do ano passado, o piloto militar vem realizando treinamentos diários durante os descansos do trabalho militar e busca por novas conquistas em 2022. Após passar várias etapas se recuperando da fratura de quatro vértebras da coluna, Gabriel retornou às pistas em dezembro do ano passado e conquistou a 3ª colocação na categoria Supersport em uma clara demonstração de superação após as lutas enfrentadas durante o ano de 2021. Logo após o retorno, o piloto militar mirou os novos desafios para 2022 e definiu o Campeonato Estadual e o Superbike Brasil como os seus maiores objetivos deste ano.

"É até difícil falar sobre o ano de 2021. Começamos o ano com uma intensidade gigante com grandes provas no Estadual e no Brasileiro e infelizmente tive uma grave lesão em julho. As pessoas podem pensar que é um exagero, mas, por poucos centímetros, quase fiquei paraplégico. Graças a Deus e o apoio de toda a minha família, equipe e amigos, consegui me recuperar após longas sessões de fisioterapia após a cirurgia e retornei às pistas em dezembro no Autódromo de Interlagos. Sem o apoio dos meus familiares, da minha equipe e de todos que me acompanham nessa trajetória no motociclismo, essa volta por cima não seria possível. O que aconteceu só me fez evoluir como pessoa e como piloto e vamos em frente. Temos novos desafios em 2022 e planejo levantar troféus esse ano", disse Gabriel.

Nascido em São Francisco, na Zona Sul de Niterói, o PM revela que sempre teve paixão por motos, mas só adaptou o amor à competição em 2020, quando recebeu o convite de um amigo para participar de competições de Superbike. Desde então, o militar, que está nas fileiras da corporação há oito anos, vem crescendo e se destacando.

"Eu amo a Polícia Militar e não troco isso aqui por nada. Desde o ano passado, passei a conciliar a atividade militar com a esportiva e venho colhendo os frutos de muito trabalho diário junto com a minha equipe. Em 2020, conquistei o Estadual depois de corridas emocionantes com vitórias até na última curva. No último ano, liderei o Estadual e a minha categoria no Brasileiro, mas a lesão me atrapalhou bastante. Sempre tive muito amor pela Polícia Militar e, quando tive a oportunidade de conciliar essas duas paixões na minha vida, me senti bastante feliz e realizado", disse o piloto.

Quando questionado se a junção das duas profissões acaba desviando o foco da Polícia Militar, Gabriel não titubeou e logo agradeceu o apoio da corporação, que vem dando total incentivo à prática esportiva do "piloto-militar". Além disso, agradeceu aos organizadores do campeonato nacional de Superbike, Marcelo Rodrigues e Denis Lemos, pela confiança e apoio durante as competições nacionais.

"Temos que ressaltar que venho tendo apoio da Polícia Militar, através do comandante Aristheu Lopes, que, junto do secretariado da Polícia Militar, vem me auxiliando da melhor forma em todos os quesitos. Não posso esquecer dos meus patrocinadores, SKU Cargo e Mambrini, além de todo o apoio do deputado estadual e grande amigo Marcos Abrahão. A motovelocidade não atrapalha a Polícia Militar e vice-versa. Pelo contrário, só me fazem mais fortes e mais preparados para ambas as funções e objetivos da minha carreira", concluiu Gabriel.

A primeira etapa do Superbike Brasil acontece no dia 6 de março no Autódromo de Interlagos, em São Paulo. Já a primeira etapa do Estadual ainda não tem data confirmada.
Quer receber nossas principais notícias pelo WhatsApp? Se sim, clique aqui e participe do nosso grupo. Lembrando que apenas administradores podem enviar mensagens.

Curta nossa página no Facebook é só clicar no botão


Comunicar erro
Comentários