20/05/2022 (21) 979164559

Esportes

 Sanitiza Express 728x90 - L0cal - 1

Cristian Ribera é prata em Mundial na Noruega

Atleta conquistou a medalha na prova de curta distância do esqui cross-country

Por Redação 24/01/2022 às 18:22:04

Cristian Ribera (E) com a prata conquistada na Noruega. Foto: Gisle Johnsen

O rondoniense Cristian Ribera, 19 anos, conquistou a medalha de prata na prova rápida de esqui cross-country no Campeonato Mundial de esportes de neve, neste sábado, 22.01, em Lillehammer, na Noruega. O atleta é um dos seis brasileiros convocados para os Jogos Paralímpicos de Inverno Pequim 2022, que serão disputados de 4 a 13 de março.

Na prova realizada na Escandinávia, Cristian terminou o percurso em 2min41s5. Ele foi superado apenas por Ivan Golubkov, do Comitê Paralímpico Russo, que finalizou a disputa em 2min40s5, um segundo mais rápido do que o brasileiro. O pódio foi completado por Danila Britik, também do Comitê Paralímpico Russo.

"É uma honra representar o Brasil e conquistar a medalha de prata em um Mundial, a segunda competição mais importante do ano. Fiz uma qualificatória ótima. Fiquei até surpreso. Na final, dei o melhor, mas quase caí em uma disputa. Agora é focar nos detalhes e tentar corrigir os erros para Pequim", disse o jovem.

Essa foi a última prova de Cristian no Mundial. Antes, o rondoniense já havia conquistado outros resultados expressivos. Na disputa de longa distância, na terça-feira, 18.01, o atleta ficou em sexto, a 20 segundos de Danila Britik, que, à ocasião, também ficou com a medalha de bronze. Já na prova de média distância, no dia 13 de janeiro, o brasileiro terminou na oitava colocação.

Investimentos

Cristian é integrante da categoria Pódio, a principal do Bolsa Atleta, executado pela Secretaria Especial do Esporte do Ministério da Cidadania. Dos seis convocados brasileiros, cinco são integrantes do programa do Governo Federal. O país terá cinco representantes no esqui cross-country e um representante no snowboard. No ciclo entre os Jogos de Pyeongchang, na Coreia do Sul, em 2018, e Pequim 2022, o Brasil investiu R$ 1,03 milhão na concessão de bolsas 23 bolsas para 17 atletas de modalidades de gelo e neve.

História

Cristian nasceu em Cerejeiras (RO). Ele tem artrogripose, doença congênita nas articulações das extremidades, e começou no esporte com 15 anos, quando foi o atleta mais jovem a participar dos Jogos Paralímpicos de Inverno PyeongChang 2018. Naquela ocasião, ficou em sexto lugar, sendo o responsável pelo melhor resultado do Brasil na história do evento.

O rondoniense já passou por 21 cirurgias para a correção das pernas. Hoje, além do esqui cross-country, faz natação, atletismo e anda de skate.

Aline Rocha

Outra representante do Brasil no Mundial e também convocada para os Jogos Paralímpicos de Inverno Pequim 2022, Aline Rocha se despediu da competição na Noruega no sábado. Ela foi eliminada na semifinal feminina da prova rápida de esqui cross-country.

Nas disputas anteriores, a paranaense foi quarta colocada na prova de longa distância e ficou em quinto na média. Aline também é integrante da Bolsa Pódio. O nome dela já figurou em oito editais do programa do Ministério da Cidadania.

Quer receber nossas principais notícias pelo WhatsApp? Se sim, clique aqui e participe do nosso grupo. Lembrando que apenas administradores podem enviar mensagens.

Curta nossa página no Facebook é só clicar no botão

Fonte: Rede do Esporte

Comunicar erro
Comentários