17/08/2022 (21) 979164559

Política

PARTICIPE DO NOSSO GRUPO do WhatsApp -728x90 - Topo do Site - Local 1 e 2

Pesquisas da semana mostram disputa eleitoral estável: Lula pode vencer no 1º turno

Datafolha, PoderData e Exame/Ideia confirmam liderança de Lula

Por Redação 25/06/2022 às 09:38:48

Foto: Reprodução

A semana da corrida eleitoral pela Presidência da República foi marcada pela divulgação de mais uma pesquisa pelo Datafolha, um dos institutos de pesquisa mais respeitados do país. O resultado confirmou o que vem sendo mostrado por boa parte dos estudos eleitorais das últimas semanas: o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) pode vencer a eleição no primeiro turno.

Nesta semana, PoderData e Exame/Ideia divulgaram levantamentos em que o petista também vence. Porém, apenas depois de um segundo turno contra o atual presidente, Jair Bolsonaro (PL). No primeiro deles, o resultado chegou a ser positivo para o ex-presidente, já que as intenções de voto em Lula cresceram e ele se aproximou de uma vitória ainda no primeiro turno.

PoderData: cenário positivo para Lula

Na quarta-feira (22), o primeiro levantamento da semana, do PoderData, mostrou o petista ampliando a vantagem sobre Bolsonaro em uma eventual disputa de 2º turno. Lula apareceu com 52% das intenções de voto, contra 35% do atual presidente. A distância detectada pela divisão de pesquisas do Poder360 é de 17 pontos percentuais. No levantamento anterior, divulgado há 15 dias, Lula (50%) e Bolsonaro (40%) estavam a 10 pontos de distância.

O atual presidente caiu 5 pontos percentuais nos últimos 15 dias. A diferença máxima entre os dois pré-candidatos foi registrada na rodada feita do final de agosto ao início de setembro de 2021, quando estava em 25 pontos. O cenário para o 1º turno permaneceu estável, registrando oscilações na margem de erro de dois pontos percentuais. Hoje, Lula tem 44% das intenções. Bolsonaro pontua 34%.


Em relação à pesquisa divulgada 15 dias antes, o petista variou 1 ponto para cima, enquanto o chefe do Executivo oscilou 1 ponto para baixo. Ciro Gomes (PDT) manteve 6% dos votos. André Janones (Avante) seguiu com 2%. Simone Tebet (MDB), Luciano Bivar (União Brasil) e José Maria Eymael (DC) apareceram com 1%. Luiz Felipe d"Avila (Novo), Sofia Manzano (PCB), Pablo Marçal (Pros), Leonardo Péricles (UP) e Vera Lúcia (PSTU) não somaram menções suficientes para pontuar.

Brancos e nulos são 5%, e 4% não souberam responder. Com 44%, o petista tem 1 ponto percentual a menos do que todos os demais candidatos somados (45%), segundo o PoderData. A diferença, dentro da margem de erro, indica que o ex-presidente tem chances de ganhar a eleição no 1º turno.

A pesquisa do PoderData foi realizada entre 19 e 21 de junho de 2022. Os dados foram coletados por meio de ligações para celulares e telefones fixos. Foram 3.000 entrevistas em 302 municípios nas 27 unidades da Federação. A margem de erro é de 2 pontos percentuais. O intervalo de confiança é de 95%. A pesquisa está registrada no TSE sob o número BR-07003/2022.

Na mesma quarta-feira (22), o Poder360 divulgou levantamento que mostra que a maior parte das pesquisas dos principais institutos brasileiros sobre as eleições deste ano aponta que elas podem ser decididas já no primeiro turno. Das seis últimas pesquisas eleitorais, cinco mostram a possibilidade Lula vencer já em 2 de outubro. Em dois estudos (Genial/Quaest e Datafolha), de acordo com o portal, Lula vence fora da margem de erro já no 1º turno.

Outros três (XP/Ipespe, BTG Pactual/FSB e PoderData), segundo o portal, indicam empate técnico entre as intenções de voto de Lula com a soma dos percentuais dos demais pré-candidatos, dentro da margem de erro. No Paraná Pesquisas, a distância é maior e haveria 2º turno.

Exame/Ideia: vitória em segundo turno

Na manhã de quinta-feira (23), a pesquisa Exame/Ideia apontou que Lula lidera as intenções de voto no primeiro turno, com 45%. O petista é seguido por Bolsonaro, com 36%. Ciro Gomes apareceu com 7%; a senadora Simone Tebet tem 3%, e o deputado federal André Janones, 1%. Como a margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos, Ciro, Tebet e Janones estão tecnicamente empatados.

De acordo com a pesquisa, na simulação do segundo turno, Lula vence Bolsonaro por 48% a 41%. A diferença entre os dois é de nove pontos. A pesquisa simulou ainda mais quatro cenários de segundo turno. O ex-presidente venceria os confrontos com Ciro Gomes e Simone Tebet. Bolsonaro também venceria as disputas com o ex-governador do Ceará e com a senadora.

Foram ouvidas, por telefone fixo e celular, 1.500 pessoas entre os dias 17 e 22 de junho. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o número BR-02845-2022. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos.

Datafolha: liderança e estabilidade

O Instituto Datafolha divulgou, no final da tarde desta quinta-feira (23), a mais recente pesquisa sobre a corrida presidencial de 2022, com Lula vencendo no primeiro turno. Feito por meio de abordagem pessoal, o levantamento contou com 2.556 entrevistas realizadas nos dias 22 e 23 de junho, e foi a primeira sondagem divulgada após a prisão do ex-ministro da Educação Milton Ribeiro.

Segundo o Datafolha, Lula tem 47% das intenções de voto, contra 28% de Bolsonaro. Em seguida apareceram Ciro Gomes, com 8%, e André Janones, com 2%. Simone Tebet, Pablo Marçal e Vera Lúcia têm 1% cada. Os demais candidatos não chegaram a 1%. Votos brancos e nulos somam 7% e não souberam ou não quiseram opinar 4% dos entrevistados. Na pesquisa espontânea, Lula tem 37%; Bolsonaro, 25%, e Ciro aparece com 3%. Todos os demais somam 3%.

Esta é a terceira pesquisa Datafolha divulgada em 2022. No último levantamento, publicado em maio deste ano, Lula tinha 48% de intenções de voto, contra 40% dos seus adversários somados, já indicando àquela altura a possibilidade de vitória no primeiro turno. Bolsonaro tinha 27%.

A pesquisa presidencial de maio foi a primeira divulgada pelo instituto após as desistências de Sergio Moro e João Doria. Segundo aquela sondagem, Lula tinha uma expressiva votação entre eleitores de 16 a 24 anos, chegando a 58%. Já Bolsonaro aparecia com percentual maior na região Centro-Oeste, onde alcançava 42%. O levantamento do Datafolha divulgado nesta quinta (23) foi registrado no TSE com o número BR-09088/2022. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

Quer receber nossas principais notícias pelo WhatsApp? Se sim, CLIQUE AQUI e participe do nosso grupo. Lembrando que apenas administradores podem enviar mensagens.

Curta nossa página no Facebook é só clicar no botão


Fonte: Brasil de Fato

Comunicar erro
Comentários