19/08/2022 (21) 979164559

Política

PARTICIPE DO NOSSO GRUPO do WhatsApp -728x90 - Topo do Site - Local 1 e 2

Quebra de acordo do PSB para vaga ao Senado faz PT-RJ retirar apoio a Freixo para governador

Petistas afirmam que Alessandro Molon desrespeitou aliança que teria André Ceciliano disputando Senado pela chapa

Por Redação 04/08/2022 às 05:38:45

Foto: Stefano Figalo/ Brasil de Fato

O Partido dos Trabalhadores do Rio de Janeiro encaminhou na última terça-feira (2) à Executiva Estadual do partido a proposta de retirar o apoio ao candidato do PSB ao governo do estado, o deputado federal Marcelo Freixo. O PT alega que o partido aliado não respeitou o acordo que teria o deputado estadual e presidente da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), André Ceciliano (PT), como candidato da chapa ao Senado.

Quer receber nossas principais notícias pelo WhatsApp? Se sim, CLIQUE AQUI e participe do nosso grupo. Lembrando que apenas administradores podem enviar mensagens.

Em nota, o PT fluminense afirma que o PSB insistiu no lançamento do deputado federal Alessandro Molon (PSB) para concorrer ao Senado, mesmo com o apoio petista a Freixo.

"Na nossa boa fé, e na nossa crença na importância do cumprimento de acordos, sabendo da nossa responsabilidade na construção de uma coligação de 8 partidos, aguardávamos até agora por uma definição final da Direção Nacional do PSB. Todavia, fomos surpreendidos pela defesa do Presidente Nacional do PSB da manutenção da candidatura divisionista e aventureira de Molon", diz trecho do comunicado.

A resolução deve ser entregue ainda nesta semana ao Diretório Nacional do Partido dos Trabalhadores. O PSB ainda não se manifestou, mas Molon tem o apoio do presidente nacional da sigla, Carlos Siqueira, para manter a candidatura ao Senado. A aliança dos partidos tem, em nível nacional, Lula para presidente e o ex-governador Geraldo Alckmin para vice.

Anitta

Nas redes sociais, Molon não comentou a decisão petista, mas postou diversos vídeos com artistas como Caco Ciocler, Cissa Guimarães, Amir Haddad, Marcos Palmeira, Léo Jaime e do psolista Guilherme Boulos declarando apoio a ele. Na noite de ontem, a cantora Anitta também comentou em seu Twitter: "lança logo essa candidatura, homem!".

Marcelo Freixo também não comentou a proposta de ruptura, que ainda será analisada pelo PT nacional. Segundo o jornal "Folha de S. Paulo", o candidato do PT ao governo paulista, Fernando Haddad, demonstrou preocupação com o possível fim da aliança no Rio de Janeiro.

"Vejo com preocupação, porque temos grande condição de ganhar a eleição no Rio de Janeiro. Temos um candidato que, se não é o líder, está próximo do líder, uma figura louvável", disse Haddad, segundo o jornal.

No comunicado de ontem, o PT fluminense também afirma que a divisão na coligação majoritária "inviabilizará um palanque forte para o Presidente Lula, inviabilizará as nossas candidaturas majoritárias, tanto Freixo, como o André [Ceciliano]. Não aceitamos mergulhar nosso partido e nossas campanhas em uma guerra fratricida".

Leia também o São Gonçalo RJ através do Google Notícias.

Curta nossa página no Facebook é só clicar no botão

Fonte: Brasil de Fato

Comunicar erro
Comentários