17/08/2022 (21) 979164559

Polícia

PARTICIPE DO NOSSO GRUPO do WhatsApp -728x90 - Topo do Site - Local 1 e 2

Adolescente é morto durante ação da PM em Itaboraí; tio segue internado em estado grave

Por Redação 04/08/2022 às 12:24:45

Foto: Reprodução

Um adolescente identificado apenas como Kauan, de 13 anos, morreu após ter sido baleado durante ação policial na tarde desta quarta-feira (3), no bairro Jardim Imperial, em Itaboraí. Além do adolescente, o tio dele, um jovem de 25 anos, também foi baleado e segue internado em estado grave. Eles voltavam da escola quando tudo aconteceu.

Quer receber nossas principais notícias pelo WhatsApp? Se sim, CLIQUE AQUI e participe do nosso grupo. Lembrando que apenas administradores podem enviar mensagens.

Segundo informações de testemunhas, criminosos estavam correndo de uma equipe da Polícia Militar. Nesse momento, os policiais atiraram na direção dos criminosos, mas acabaram atingindo o adolescente e o tio que passavam na hora.

"O menino estava com a mochila nas costas cheio de materiais escolares. Porque não socorreram a criança? Eu cheguei lá ele já estava morto. Ele estava agonizando. Foi muito triste, lembrei logo dos meus filhos.

Segundo a Polícia Militar, policiais do batalhão de Itaboraí (35º BPM) foram verificar denúncia de tráfico de drogas na região. Quando chegaram no local, os policiais foram recebidos a tiros e houve confronto. Após o confronto, os policiais localizaram duas pessoas feridas. Um deles foi socorrido e o outro morreu no local. Uma pistola e um celular foram apreendidos.

Apesar de informar a apreensão do armamento, a PM não informou se o material estava com o adolescente ou com o tio.

Moradores da região realizaram um protesto em diferentes pontos de Itaboraí pedindo Justiça pela morte do adolescente. O ato também foi realizado na porta da escola onde o jovem estudava.

"Até quando nós moradores de comunidade vamos ficar vivendo assim, como se fossemos bandidos, parem de nos matar! Mais um jovem, mais uma vida, disse o borracheiro Cláudio Torres.

O caso está sendo investigado por agentes da Delegacia de Divisão de Homicídios de Niterói e São Gonçalo (DHNSG). O corpo de Kauã segue aguardando liberação no Instituto Médico-Legal (IML) de Itaboraí.



Comunicar erro
Comentários