19/08/2022 (21) 979164559

Esportes

PARTICIPE DO NOSSO GRUPO do WhatsApp -728x90 - Topo do Site - Local 1 e 2

Jogando na Arena da Baixada, Athletico-PR empata com Estudiantes

Vaga para a semifinal da Libertadores será definida na Argentina

Por Redação 05/08/2022 às 08:38:35

Foto: Reprodução/Athletico-PR

Athletico-PR e Estudiantes (Argentina) fizeram uma partida movimentada na Arena da Baixada, em Curitiba, nesta quinta-feira (4), pelas quartas de final da Copa Libertadores. Porém, o resultado final acabou sendo um empate em 0 a 0 que foi mais lamentado pelo Furacão. Assim, as equipes definirão quem fica com a classificação para as semifinais na próxima quinta-feira (11) no estádio Jorge Luis Hirschi, em La Plata.

Quer receber nossas principais notícias pelo WhatsApp? Se sim, CLIQUE AQUI e participe do nosso grupo. Lembrando que apenas administradores podem enviar mensagens.

Querendo aproveitar o apoio de sua apaixonada torcida, a equipe comandada pelo técnico Luiz Felipe Scolari pressionou a saída de bola do adversário desde o início, o que fez com que o Estudiantes tivesse como melhor oportunidade na etapa inicial uma cabeçada de Lollo que foi bem defendida por Bento.

Já para o Athletico-PR o primeiro tempo ficou marcado pelo pênalti que foi cancelado aos 27 minutos. Após a bola tocar na mão de Godoy, o juiz assinalou a infração, mas depois, com auxílio do VAR (árbitro de vídeo), a penalidade acabou anulada.

No segundo tempo o Furacão aumentou ainda mais a pressão sobre a equipe argentina, chegando inclusive a marcar um gol aos 36 minutos. Khellven levantou a bola na área e Thiago Heleno finalizou com força de cabeça para superar o goleiro Andújar. Mas o juiz acabou anulando o lance após constatar, com auxílio do VAR, que o lateral estava impedido.

Antes da partida decisiva pela competição continental o Furacão tem um difícil compromisso contra o Atlético-MG, no próximo domingo (7) pelo Brasileiro.

Leia também o São Gonçalo RJ através do Google Notícias.

Curta nossa página no Facebook é só clicar no botão

Fonte: Agência Brasil

Comunicar erro
Comentários