18/06/2024 (21) 979164559

PolĂ­tica

Presidente de Sindicato dos Vigilantes critica vereador de Maricá que acabar postos de trabalho

Ricardinho Netuno sugere acabar postos de trabalho em MaricĂĄ; entenda

Por Wanessa Dias 27/02/2023 às 15:29:36

Foto: Divulgação

Durante a sessão na Câmara de Vereadores desta segunda (27), o vereador Ricardinho Netuno (REP) sugeriu extinguir postos de trabalho de vigilância privada em MaricĂĄ. O parlamentar, enquanto usava seu tempo na tribuna da casa, o parlamentar sugeriu acabar com o contrato de serviço de vigilância privada atualmente vigente, deixando cerca de 180 vigilantes desempregados.

Não perca nossas principais notícias, participe do nosso grupo de WhatsApp! CLIQUE AQUI e fique informado todos os dias. Lembrando que apenas administradores podem enviar mensagens.

Ricardinho criticava que a gestão do contrato fosse realizada pela Secretaria de Trânsito e Engenharia ViĂĄria quando sugeriu a extinção do contrato.

"Não tem nada a ver contrato de vigilante dentro da Secretaria de Trânsito. (...) A Secretaria de Trânsito e Engenharia ViĂĄria tem que focar no trânsito. O contrato dos vigilantes da Golden que vĂĄ para a Secretaria de Ordem Pública ou acaba com esse contrato e reforça a Guarda Municipal", afirmou o parlamentar em tribuna.

Na fala, ele misturou os conceitos de segurança pública e de vigilância de prédios públicos. "O vigilante é para trabalhar fazendo segurança privada em shopping, em banco, em empresa privada, e não fazer segurança pública. Quem tem que fazer essa função é a Guarda Municipal e a Polícia Militar", completou.

Vale lembrar que, recentemente, os vigilantes da cidade chegaram a paralisar as atividades por conta dos salĂĄrios e benefícios atrasados. Segundo o sindicato, a Prefeitura de MaricĂĄ tem feito os repasses regularmente e a empresa Golden Rio alega problemas judiciais para atrasar os pagamentos.


O presidente do SVNIT, ClĂĄudio Vigilante, criticou a sugestão do parlamentar e lembrou que a demissão em massa agravaria o quadro dos trabalhadores.

"Cancelar o contrato é colocar no olho da rua 180 pais e mães de família que jĂĄ estão sofrendo sem salĂĄrio, sem tíquete alimentação, sem passagem, deixando esses trabalhadores na rua da amargura", acredita o presidente do Sindicato dos Vigilantes de Niterói, São Gonçalo, Itaboraí, Rio Bonito e MaricĂĄ (SVNIT), ClĂĄudio Vigilante.

Uma nova licitação para escolher outra empresa para restar o serviço estĂĄ sendo realizada pela Prefeitura de MaricĂĄ. A diretoria do sindicato participou do pregão que aconteceu para a contratação de uma nova empresa. "O processo de licitação ainda não foi concluído, o que deve acontecer em até 10 dias. Estamos buscando garantir que todos os trabalhadores possam seguir na nova empresa – até os que foram demitidos injustamente pela Golden Rio", disse ClĂĄudio.

Leia também o São Gonçalo RJ através do Google Notícias. Curta nossa pĂĄgina no Facebook é só clicar no botão

Comunicar erro
ComentĂĄrios
Acompanhantes Goiania