:
24/02/2024 (21) 979164559

PolĂ­tica

Após ataques governo federal promete medidas para a segurança do Rio de Janeiro

Ação envolve inteligĂȘncia, tecnologia e descapitalização, diz Dino

Por Redação 26/10/2023 às 10:16:20

Foto: Divulgação

O presidente Luiz InĂĄcio Lula da Silva deve anunciar na próxima semana um pacote de medidas para reforçar a segurança no estado do Rio de Janeiro. Segundo o ministro da Justiça e Segurança PĂșblica, FlĂĄvio Dino, além do aumento da presença policial e das forças armadas, as medidas devem envolver estratégias para o incremento da tecnologia.

Não perca nossas principais notĂ­cias, participe do nosso grupo de WhatsApp CLIQUE AQUI e fique informado todos os dias. Lembrando que apenas administradores podem enviar mensagens.

"A questão central para vencer as milĂ­cias e organizações criminosas de um modo geral envolve inteligĂȘncia, tecnologia e descapitalização. Esses são os eixos que o mundo inteiro reconhece como virtuosos no rompimento desse domĂ­nio territorial de organizações criminosas", disse Dino nesta quarta-feira (25), após reunião no PalĂĄcio do Planalto.

O ministro disse que a orientação do presidente Lula vai na direção do reforço da presença federal no Rio de Janeiro, mantendo o trabalho de cooperação entre forças federais e estaduais de acordo com as competĂȘncias de cada uma. Segundo ele, hĂĄ um estudo em fase conclusiva que serĂĄ apresentado ao presidente na próxima semana visando o fortalecimento de trĂȘs ĂĄreas de competĂȘncia federal: os portos, os aeroportos e as fronteiras terrestres brasileiras.

"Isso não envolve a divisa do Rio de Janeiro com outros estados, que jĂĄ estão exatamente sendo objeto de atuação da Força Nacional com a PolĂ­cia RodoviĂĄria Federal. Me refiro às fronteiras brasileiras, porque isso é relevante para o trĂĄfico de drogas e armas que atinge fortemente o sudeste", explicou Dino.

Defesa

O governador do estado, ClĂĄudio Castro, pediu ao ministro da Defesa, José MĂșcio Monteiro, reforço para a segurança na BaĂ­a da Guanabara, em portos, aeroportos e em estradas federais para combater a entrada de armas e drogas no estado.

Depois de uma operação da PolĂ­cia Civil que terminou com um lĂ­der miliciano morto na Ășltima segunda-feira, comparsas promoveram um dia de caos em ao menos sete bairros da zona oeste da capital carioca. Foram queimados 35 ônibus, e até mesmo a cabine de um trem foi incendiada.

----

São Gonçalo RJ reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade. Nossa redação produz diariamente informação responsĂĄvel e que vocĂȘ pode confiar.

Siga o São Gonçalo RJ no Facebook, no Twitter e no Instagram. Ajude a aumentar a nossa comunidade. Leia também o São Gonçalo RJ através do Google NotĂ­cias

Fonte: AgĂȘncia Brasil

Comunicar erro
ComentĂĄrios