18/04/2024 (21) 979164559

PolĂ­cia

Família morta em Niterói: Suposto informante foi morto por chefe do tráfico; diz delegado

Por Redação 03/04/2024 às 12:43:17

Foto: Marcelo Tavares

O desdobramento dos assassinatos de Fillipe Rodrigues, de 24 anos, Rayssa Santos, de 23 anos, e o pequeno Miguel Fillipe, de apenas 7 meses, trouxe uma reviravolta chocante para os investigadores e os familiares das vĂ­timas. De acordo com as investigações, Fillipe teria se passado por policial militar para extorquir o chefe do trĂĄfico de drogas da comunidade do Morro do Castro, localizada na Zona Norte de Niterói.

Receba notĂ­cias do São Gonçalo RJ no seu Whatsapp e fique por dentro de tudo! Basta acessar o grupo: Clique aqui!

Segundo as investigações, Fillipe teria se apresentado como policial militar e conseguido acesso aos traficantes associados à facção Comando Vermelho (CV), afirmando que possuĂ­a um informante que teria prejudicado as atividades de trĂĄfico de drogas naquela região.

"Em 10 de março, Fillipe estabelece contato com o lĂ­der do Morro do Castro, oferecendo-se para capturar um informante que teria causado grandes prejuĂ­zos aos traficantes. Fillipe, fingindo ser policial militar, chegou até mesmo a enviar uma captura de tela para o traficante, supostamente mostrando uma conversa com um suposto superior da PolĂ­cia Militar, mas, na verdade, era uma conta pertencente a Fillipe", explicou o delegado.

Conforme as informações da polĂ­cia, Fillipe chegou a solicitar uma recompensa de R$ 10 mil para entregar o informante aos criminosos.

"O valor acordado foi de R$ 10 mil, mas o traficante pagou apenas R$ 5 mil inicialmente. Dias depois, pagaram mais R$ 6 mil. Nesse momento, Fillipe jĂĄ havia fornecido a identidade da vĂ­tima a ser sequestrada. Dois dias antes do assassinato da famĂ­lia, Fillipe informou aos traficantes que ele mesmo armaria uma emboscada para atrair a vĂ­tima (X-9). A vĂ­tima foi então morta pelo próprio traficante conhecido como Naiba", detalhou o delegado.

"O traficante Wesley Pires, que foi preso hoje, colaborava com Fillipe nessa empreitada de forma paralela. O informante capturado foi entregue no dia 15 de março, dois dias antes do falecimento da famĂ­lia. No dia seguinte, Fillipe cobrou de Naiba, o chefe do trĂĄfico, o restante do valor acordado. Ele chegou a questionar Naiba sobre a situação do informante no momento da captura, e Naiba descreveu como 'trabalhoso'. De fato, o relato da mãe do informante no boletim de ocorrĂȘncia indica que populares testemunharam uma luta enquanto ele resistia a entrar no veĂ­culo. Em uma conversa entre Wesley e Fillipe, Fillipe confirmou que o acordo estava concluĂ­do e que o corpo estava enterrado", acrescentou o delegado.

Descoberta da farsa de Filipe

Os traficantes descobriram que Fillipe nunca foi policial e optaram por eliminĂĄ-lo. Wesley é acusado de envolvimento no plano para assassinar Fillipe. O segundo indivĂ­duo procurado é Lucas Lopes da Silva, também conhecido como NaĂ­ba.

---

São Gonçalo RJ reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade. Nossa redação produz diariamente informação responsĂĄvel e que vocĂȘ pode confiar.

Siga o São Gonçalo RJ no Facebook, no Twitter e no Instagram. Ajude a aumentar a nossa comunidade. Leia também o São Gonçalo RJ através do Google NotĂ­cias

Comunicar erro
ComentĂĄrios