17/05/2024 (21) 979164559

Geral

Jovem de 18 anos morre após ter rosto queimado com água quente

Jovem de 18 anos morre após ser queimada com água quente pela cunhada no bairro da Mata Escura, em Salvador, Bahia

Por Redacao 15/05/2024 às 16:44:56

Foto: Reprodução

Uma jovem de apenas 18 anos teve sua vida interrompida de forma trágica no bairro da Mata Escura, em Salvador, na Bahia. Edvânia Brito Lima foi vítima de um ato de extrema violência perpetrado por sua própria cunhada, uma adolescente de 16 anos. O motivo chocante do ataque foi o uso, pela vítima, da calcinha da agressora, somado a uma relação já conturbada entre elas.

Receba notícias do São Gonçalo RJ no seu Whatsapp e fique por dentro de tudo! Basta acessar o grupo: Clique aqui!

Segundo relatos da família à Polícia Civil, o incidente ocorreu enquanto Edvânia estava na residência de seu namorado. Ao perceber que a jovem usava sua calcinha, a cunhada reagiu de maneira brutal. Dirigiu-se à cozinha, onde aqueceu água e a despejou sobre Edvânia. O resultado foi devastador: queimaduras de terceiro grau no pescoço e no ouvido da vítima, cujas consequências foram fatais.


O trágico episódio, datado de 5 de maio, só veio à luz após a notícia do falecimento de Edvânia Brito, que permaneceu internada no Hospital Geral do Estado (HGE) até segunda-feira (13). O caso agora está sob investigação da Delegacia para o Adolescente Infrator (DAI), na busca por justiça diante de tamanho horror.


Edvânia Brito, além de sua juventude, tinha um futuro promissor como jovem aprendiz na Secretaria Geral de Cursos (SGC) da Universidade Católica de Salvador (Ucsal). Sua morte causou comoção na comunidade acadêmica, que expressou solidariedade à família e amigos da vítima durante esse momento de luto.


A Associação das Comunidades Paroquiais de Mata Escura e Calabetão (Acopamec) também prestou homenagem à jovem falecida, carinhosamente conhecida como "Edi". Desde a infância, sua jornada foi acompanhada pela Acopamec, onde participou de atividades educacionais, como capoeira e dança, e posteriormente se dedicou a um curso profissionalizante de panificação.


A morte prematura de Edvânia Brito Lima não apenas representa uma perda irreparável para sua família e amigos, mas também lança luz sobre a urgência de combater a violência, especialmente aquela infligida entre entes próximos, em um apelo por um mundo onde a compaixão e o respeito prevaleçam sobre o ódio e a violência.

---

São Gonçalo RJ reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade. Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar.

Siga o São Gonçalo RJ no Facebook, no Twitter e no Instagram. Ajude a aumentar a nossa comunidade. Leia também o São Gonçalo RJ através do Google Notícias


Comunicar erro
Comentários