20/05/2022 (21) 979164559

Cidades

 Sanitiza Express 728x90 - L0cal - 1

Niterói inicia distribuição dos cartões da Moeda Social Arariboia

Novo programa de transferência de renda é permanente, com auxílio médio de R$ 360,00, podendo chegar a R$ 540,00

Por Redação 17/01/2022 às 17:31:14

Foto: Divulgação / Bruno Eduardo Alves

A Prefeitura de Niterói entregou, nesta segunda-feira (17), os primeiros cartões do Moeda Social Arariboia, programa de transferência de renda que vai beneficiar 63 mil pessoas no município. Com valor mensal médio de R$ 360,00, podendo chegar a R$ 540,00 para famílias compostas por seis pessoas, o auxílio é permanente. A entrega continua nesta terça-feira (18), no Caminho Niemeyer, para as letras C, D e E. O primeiro crédito do cartão estará disponível na próxima segunda-feira (24).

A Moeda Social Arariboia é uma iniciativa da Prefeitura de Niterói para a retomada econômica da cidade. Serão contempladas aproximadamente 27 mil famílias inscritas no Cadastro Único, dentro da faixa de renda estabelecida pelo programa. Com esse investimento, ganham as famílias que precisam de ajuda financeira e também os comerciantes cadastrados. A ideia é que a Arariboia seja usada como moeda local circulante, para aquecer e movimentar a economia nas comunidades.

O prefeito de Niterói, Axel Grael, pontuou que serão injetados aproximadamente R$ 70 milhões por ano na economia da cidade.

"A Moeda Arariboia é um benefício permanente, para aqueles que mais precisam do apoio da Prefeitura de Niterói neste momento de retomada da economia e do cotidiano das pessoas, que precisa ser mais inclusivo e sustentável. Uma moeda circulante para aquecer e movimentar a economia nas comunidades de Niterói", destacou.

A entrega dos cartões está acontecendo das 8h às 17h. A lista de pessoas contempladas está disponível em http://www.niteroi.rj.gov.br/arariboia/. A repescagem para aqueles que não conseguirem buscar o cartão será divulgada nos próximos dias.

O secretário de Assistência Social e Economia Solidária, Elton Teixeira, reforçou a importância da Moeda Social no desenvolvimento comunitário e sustentável.

"Niterói começa hoje a mudar o futuro das pessoas com um projeto que vai além de um programa de transferência de renda, mas que preza também pelo desenvolvimento local e comunitário. A Moeda Social Arariboia vai transformar a realidade da população mais vulnerável, que realmente precisa da ajuda do governo, e também dos pequenos comércios, gerando desenvolvimento e emprego", detalhou.

Moradora da Vila Ipiranga, Aniele do Nascimento, de 31 anos, foi a primeira pessoa a receber a Moeda Arariboia. Mãe de 3 filhos, ela não está trabalhando no momento e mora sozinha com as crianças. O menino mais novo, Heitor, tem dois anos.

"Essa é uma ajuda fundamental para nós, principalmente para a alimentação dos meus filhos. Minha filha do meio precisa de medicação, então o auxílio nos possibilita arcar com isso também. O mais novo toma 6 latas de leite por mês. É muito importante termos esse auxílio permanente", disse.

Moradores do Cantagalo, Fabiane Gomes, de 35 anos, e Diego Clistofer, de 28 anos, foram com a pequena Isabelle, de dois meses, pegar o cartão.

"Essa é uma ajuda de suma importância para mantermos o sustento da casa. O custo de vida está muito alto. Importante ver que Niterói segue fortalecendo as famílias", comentou Fabiane.

O objetivo do programa é gerar emprego e renda em regiões de maior desigualdade socioeconômica dentro do município, com a redução da extrema pobreza. A Moeda Social Arariboia vai proteger os mais vulneráveis, além de fomentar a economia local. Mais de quatro mil comerciantes estão aptos a receber a moeda social como pagamento por serviços e produtos. As famílias contempladas pela Moeda Arariboia pelo programa foram selecionadas através do recorte de renda, extrema pobreza e pobreza, conforme as regras do Programa Bolsa Família, do Governo Federal.

Serviço - distribuição dos cartões do programa Moeda Social Arariboia

Local: Caminho Niemeyer. R. Jorn. Rogério Coelho Neto, s/n - Centro, Niterói.

Horário: de 8h às 17h.

Calendário de distribuição:

Terça-feira (18) – Beneficiários iniciados pelas letras C, D e E.

Quarta-feira (19) – Beneficiários iniciados pelas letras G, H, I, J e K.

Quinta-feira (20) – Beneficiários iniciados pelas letras L, N, O, Q, S, U, W, X, Y e Z.

Sexta-feira (21) – Beneficiários iniciados pelas letras M e T.

Sábado (22) – Beneficiários iniciados pelas letras P, R e V.

Quer receber nossas principais notícias pelo WhatsApp? Se sim, clique aqui e participe do nosso grupo. Lembrando que apenas administradores podem enviar mensagens.

Curta nossa página no Facebook é só clicar no botão

Comunicar erro
Comentários