21/09/2021 (21) 979164559

Polícia

Anuncie 728x90 - Local - 1

Mototaxistas denunciam cobrança de "pedágio" por PMs para circularem em bairros de São Gonçalo

Por Redação 14/09/2021 às 17:30:32

Foto: Ilustrativa / Imagem Arquivo Secom RR

Mototaxistas acusam policiais militares de cobrarem "pedágio" para as motos circularem por alguns bairros de São Gonçalo. De acordo com os motoqueiros, as cobranças semanais que variam de R$ 10 a R$ 20 por motos de cada ponto, passaram a ser cobradas por uma equipe no final do mês de agosto.

Ainda segundo os mototaxistas, quem não pagar teria a placa de sua moto anotada e poderiam receber possíveis multas. Indignados com as cobranças, os motoqueiros não sabem a quem recorrer já que muitos tem medo de procurar a corregedoria da PM, pois eles temem pela própria vida. As cobranças seriam feitas em pontos dos bairros Neves, Pita, Barro Vermelho e Venda da Cruz.

"Não sabemos o que pode acontecer com a gente se nós procurarmos as 'autoridades'. Acho isso uma afronta já que quem deveria nos proteger está dando um mal exemplo", disse um mototaxista que por segurança não será identificado.

"Por conta da pandemia eu acabei perdendo o meu emprego e a única oportunidade que conseguir para sustentar a minha família foi trabalhar como mototaxista. Apesar de não ter uma moto própria, eu decidir tirar da minha renda o valor do aluguel do veículo que é de um conhecido, mas agora também tenho que separar uma quantia de R$ 20 todas as semanas para pagar o 'pedágio' e poder trabalhar, mesmo estando com as documentações em dia. Isso é um absurdo", relatou outro mototaxista.

Ainda segundo os mototaxistas, em apenas um ponto de mototáxi o valor mensal da cobrança chega a quase R$ 1 mil.

Procurada, a assessoria de imprensa da Secretaria de Estado de Polícia Militar esclareceu que o comando do 7ºBPM (São Gonçalo) vem trabalhando de forma contundente para prevenir e coibir práticas criminosas em toda a sua área de atuação. O batalhão está de portas abertas para receber qualquer tipo de denúncia por suposto desvio de conduta de policiais, e verificar a veracidade dos relatos com isenção.

A assessoria informou ainda que a Corporação não compactua com possíveis desvios de conduta ou excessos cometidos por seus integrantes, punindo com rigor os envolvidos quando constatados os fatos.

Apesar do medo de realizarem as denúncias a polícia informou que denúncias podem ser feitas através dos canais oficiais, pelo telefone (21) 2334-6045 ou e-mail [email protected]. A Corregedoria Geral da Polícia Militar também disponibiliza canais para o recebimento de denúncias por telefone, pelo número (21) 2725-9098, ou ainda pelo e-mail [email protected] anonimato do denunciante é garantido.

Quer receber nossas principais notícias pelo WhatsApp? Se sim, clique aqui e participe do nosso grupo. Lembrando que apenas administradores podem enviar mensagens.

Curta nossa página no facebook é só clicar no botão

Comunicar erro
Comentários