17/04/2024 (21) 979164559

PolĂ­cia

Criança de 5 anos e mãe são agredidas por motorista de aplicativo; vítimas foram arrastadas no asfalto

O caso estĂĄ sendo investigado pela Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher (Deam)

Por Redação 03/04/2024 às 05:24:03

Foto: Reprodução

No domingo (31), em Volta Redonda, no interior do estado do Rio, uma mãe e sua filha foram agredidas por um motorista de aplicativo durante uma corrida. O condutor fugiu da cena do incidente. Essas informações foram confirmadas pela Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher (Deam).

Receba notĂ­cias do São Gonçalo RJ no seu Whatsapp e fique por dentro de tudo! Basta acessar o grupo: Clique aqui!


Taiene Priscila de Oliveira Paula, 37 anos, relatou que ela e sua filha de 5 anos foram puxadas pelo braço pelo motorista e arrastadas pela Rua 2, no bairro Conforto.


"Ele pegou pelo meu braço, pelo braço da minha filha, para tirar a gente de dentro do carro, para arrancar a gente de dentro do carro. AĂ­, no que a gente caiu no chão, ele ainda me arrastou no asfalto. Ele tirou [a gente] de dentro do carro, aĂ­ nós caĂ­mos no chão e ele arrastou nós duas pelo asfalto para a gente sair de perto do carro, porque eu caĂ­ bem próximo ao carro dele", contou Taiene ao G1.


O incidente ocorreu após uma discussão sobre a rota da corrida, que foi solicitada por volta das 22h15 no bairro Retiro e tinha como destino o bairro Eucaliptal. No veĂ­culo estavam Taiene, sua filha, sua irmã, seu sobrinho e um amigo.


Segundo o relato de Taiene em seu depoimento, durante o percurso, sua irmã teria inserido uma parada programada no bairro 249 para que o amigo pudesse ser deixado em sua residĂȘncia.


Conforme registrado no boletim de ocorrĂȘncia, a irmã de Taiene solicitou ao motorista que passasse por outra rua para que o amigo pudesse ser deixado em frente à sua casa, porém, o motorista teria recusado alegando que não poderia alterar a rota estabelecida pelo GPS.



Ao atravessar o bairro Conforto, após o jovem ter saĂ­do do veĂ­culo, o motorista se confundiu e solicitou assistĂȘncia à irmã da vĂ­tima. Ela então orientou o motorista a seguir as instruções do GPS.


Segundo o registro policial, diante da resposta insatisfatória, o motorista estacionou o carro na Rua 238, próximo a um bar, e exigiu que todos os passageiros saĂ­ssem. Somente a irmã de Taiene e o sobrinho conseguiram deixar o veĂ­culo.


O motorista acelerou o carro e só parou cerca de 600 metros depois, na Rua 2, onde mãe e filha foram retiradas à força do veĂ­culo.


Ambas sofreram ferimentos e foram encaminhadas ao Hospital Dr. Nelson Gonçalves (antigo Cais do Aterrado), onde foram tratadas e liberadas após receberem atendimento médico.

---

São Gonçalo RJ reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade. Nossa redação produz diariamente informação responsĂĄvel e que vocĂȘ pode confiar.

Siga o São Gonçalo RJ no Facebook, no Twitter e no Instagram. Ajude a aumentar a nossa comunidade. Leia também o São Gonçalo RJ através do Google NotĂ­cias

Comunicar erro
ComentĂĄrios